Vídeo: temporal forte provoca correnteza no meio da rua no interior do ES


Cidade de São José do Calçado amanheceu tentando contabilizar os prejuízos causados pela chuva que durou pouco menos de duas horas na noite de terça-feira (28) Moradores se juntaram para puxar pessoa arrastada pela correnteza em São José do Calçado
Um forte temporal com duração de menos de duas horas atingiu a cidade de São José do Calçado, no Sul do Espírito Santo, na noite desta terça-feira (28). As ruas ficaram alagadas e o volume de água chegou a provocar correnteza, o que colocou moradores em risco.
Segundo a prefeitura, ainda há pessoas isoladas e acredita-se que há desabrigados ou desalojados.
Apesar do temporal ter sido rápido, a água demorou a descer e por isso a equipe municipal ainda tinha dificuldade de locomoção e de ir até as áreas mais isoladas na manhã desta quarta (29) e saber quantas famílias fora atingidas.
A pequena cidade amanheceu cheia de lama e as ruas e o calçamento estavam destruídos. O temporal começou por volta das 21h. A água subiu rapidamente na região central e também em outros bairros.
A explicação dos técnicos da prefeitura para o volume de água é que região central do município é como se fosse um funil, por causa dos morros que cercam a principais ruas do centro.
As águas não tiveram vazão para escoarem pelas galerias e bueiros. O rio que passa pela cidade não chegou a transbordar, apesar de ficar em nível maior que o normal, segundo o município.
Em vídeos feito por moradores, há imagens de um grupo tentando resgatar pessoas na correnteza formada no meio da rua.
Em vídeos feito por moradores, há imagens de um grupo tentando resgatar pessoas na correnteza formada no meio da rua
Reprodução/TV Gazeta
Em alerta emitido na manhã desta quarta-feira (29), a Defesa Civil do ES disse que várias ruas do Centro da cidade ficaram inundadas.
Entre as ocorrências no Sul do estado, a Defesa Civil destacou ainda que em Guaçuí, no distrito de São Rafael, ocorreu a inundação de uma residência devido a fortes chuvas, uma família desabrigada. Já em Alegre, muitas árvores ficaram caídas na estrada Alegre X Celina e houve deslizamento de terras.
A mensagem da Defesa Civil do ES alerta para risco de chuva intensa em várias partes do estado.
Acumulados de Chuva
Segundo a Defesa Civil, no acumulado de chuva registrado no Espírito Santo, tiveram destaque:
Alegre – 72.46 mm
Cachoeiro de Itapemirim – 57.72 mm
Ibitirama – 56 mm
Vargem Alta – 47.6 mm
Afonso Cláudio – 45.7 mm
Brejetuba – 39.6 mm
Guaçuí – 32.92 mm
Piúma – 24.2 mm
Ibatiba – 22.2 mm
Mantenópolis – 18.49 mm
Chuva forte provocou estranhos em São José do Calçado
Reprodução/TV Gazeta

Use ← →para continuar navegando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.