Treino de enfrentamento a ataques de instituições financeiras em Divinópolis simulou troca de tiros e explosões de bombas

Treino de enfrentamento a ataques de instituições financeiras em Divinópolis simulou troca de tiros e explosões de bombas


Ações, que contaram ainda com o uso do helicóptero, foram realizadas pela PM na quarta-feira (29) com objetivo de aperfeiçoar técnicas para enfrentar a modalidade criminosa conhecida como 'Novo Cangaço' ou 'Cidade Sitiada'. PM simula treinamento de combate a ataques em instituições financeiras no Centro-Oeste de Minas – imagem ilustrativa
Polícia Militar/Divulgação
Situações que poderiam ocorrer durante a ação de criminosos em instituições bancárias foram treinadas pela Polícia Militar (PM) da 7º, na madrugada desta quarta-feira (29), durante treinamento de enfrentamento e combate a ataques de instituições financeiras.
Em Divinópolis, as ações começaram a partir de 0h no quarteirão fechado da Rua São Paulo. Os trabalhos duraram cerca de duas horas. A simulação também ocorrerá nas 54 cidades do Centro-Oeste de Minas.
Troca de tiros, explosões de bombas e abordagens foram treinadas pelos militares na porta de uma agência bancária em Divinópolis.
Ainda durante a simulação, um helicóptero também foi usado. Segundo a PM, a aeronave tem um sistema de iluminação e armamento capaz de atingir um alvo de mais de 300 metros de distância.
Aperfeiçoar técnicas
Segundo a PM, o treinamento visa aperfeiçoar das técnicas da Polícia Militar para enfrentar a modalidade criminosa conhecida como "Novo Cangaço" ou "Cidade sitiada".
“Durante a simulação, artefatos explosivos de menor potencial e munições de festim serão usados sob coordenação e controle das equipes envolvidas”, disse o tenente Rodolfo Andrade.
Ainda segundo o oficial, as ações serão em todas as cidades da região, no entanto, com logísticas menores em relação a Divinópolis.
Treinamentos
A PM tem investido em treinamentos da corporação para atuar em ações de combate a possíveis ocorrências relacionadas a ataques de bancos no interior do estado.
As ações estão relacionadas ao ataque que ocorreu no Sul de Minas, quando mais de 20 criminosos ligados a assaltos bancários foram mortos em confronto com a polícia.
Os 25 homens eram suspeitos de pertencerem a uma quadrilha de roubos a bancos e foram mortos no dia 31 e outubro, em Varginha.
LEIA TAMBÉM:
Mais uma operação de prevenção a ataques a caixas eletrônicos é realizada no Centro-Oeste de MG
Policiais militares do Centro-Oeste de Minas passam por treinamento de atuação em ataques a instituições financeiras
Conheça a lista de bancos autorizados a receber pagamento de multas de trânsito em Divinópolis
VÍDEOS: veja tudo sobre o Centro-Oeste de Minas

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.