Traumatismo craniano foi causa da morte das 2 vítimas de acidente com ônibus na BR-381, diz polícia

Traumatismo craniano foi causa da morte das 2 vítimas de acidente com ônibus na BR-381, diz polícia


Veículo caiu em ribanceira de cerca de 40 metros, e homem, de 50 anos, e mulher, de 64, não resistiram. Outras 34 pessoas ficaram feridas. Acidente ônibus fretado MG
Hora 1/ TV Globo
Exames de necropsia apontaram que a causa da morte das duas vítimas do acidente com um ônibus da Buser, na Região Central de Minas Gerais, foi traumatismo craniano. A informação foi divulgada pela Polícia Civil no fim da manhã desta quarta-feira (29).
O ônibus seguia durante a madrugada de Belo Horizonte para Guarapari (ES) pela BR-381, quando caiu em uma ribanceira de cerca de 40 metros. Passageiros dizem que o motorista estava em alta velocidade.
Acidente com ônibus da Buser deixa dois mortos e 34 feridos na BR-381, em João Monlevade
'Minha amiga foi arremessada', diz passageira de ônibus que sofreu acidente em João Monlevade
Ônibus tinha licença da ANTT, mas transportava quase 4 vezes mais passageiros do que autorizado
Francisco de Assis Pereira de Araújo, de 50 anos, e Maria da Piedade da Silva, de 64 anos, não resistiram aos ferimentos, e as mortes foram constatadas no local. O acidente também deixou outras 34 pessoas feridas.
Segundo o Corpo de Bombeiros, 31 pessoas feridas foram levadas para o Hospital Margarida, em João Monlevade. Duas delas foram encaminhadas à unidade em estado grave e passaram por cirurgia. De acordo com o registro do Corpo de Bombeiros, outras 11 pessoas também chegaram a ser encaminhas para o hospital, mas não tinham lesões aparentes.
Bombeiros atuam em resgate de vítimas em ônibus que caiu em João Monlevade (MG).
CBMMG / Divulgação
De acordo com a assessoria do hospital, no início desta tarde, três feridos permaneciam internados no local.
Já o motorista e outros dois passageiros foram levados para o Hospital Nossa Senhora das Dores, em Itabira, também na Região Central. O g1 Minas entrou em contato com a unidade de saúde, que disse que não repassa informações sobre pacientes.
Investigação
De acordo com a Polícia Civil, os corpos das duas vítimas que perderam a vida foi encaminhado para o Posto Médico-Legal de João Monlevade, onde passaram pelo exame de necropsia.
A polícia ainda informou que, assim que acionada, deslocou uma equipe da perícia criminal ao local para realizar os primeiros levantamentos.
Hipóteses sobre as causas do acidente ainda não foram divulgadas pela Polícia Civil.
Acidente aconteceu na BR-381, na Região Central de Minas Gerais
Júlio César Santos/TV Globo
O que diz a Buser
Em nota, a empresa afirmou que "lamenta profundamente o acidente ocorrido na madrugada desta quarta-feira (29/12), no KM 356 da BR-381, em João Monlevade, região Central de Minas Gerais" e que "juntamente com a parceira Jundiá, vem prestando todo o apoio aos envolvidos, além dos esclarecimentos necessários às autoridades policiais".
"A plataforma esclarece que as causas oficiais do acidente estão sendo apuradas em perícia por órgãos competentes. Ao se solidarizar com familiares e amigos das vítimas, a Buser aguarda as investigações", disse a Buser.
A companhia declarou, ainda, que "tem a segurança como um dos pilares de sua atividade" e "oferece, gratuitamente, treinamentos regulares aos motoristas parceiros. Além disso, desde o início de sua atuação, implementou o seguro grátis a todos os viajantes".
"O ônibus que viajava de Belo Horizonte (MG) com destino a Guarapari (ES) contava com dois motoristas", disse ainda.
Acidente com ônibus fretado deixa mortos e feridos na BR-381
O que diz a Jundiá
A Jundiá Transportadora Turística, parceira da Buser, enviou a seguinte nota lamentando o acidente:
"A Jundiá Transportadora Turística lamenta profundamente o acidente ocorrido na madrugada desta quarta-feira (29/12), no KM 356 da BR-381, em João Monlevade, região Central de Minas Gerais.
Informa que já prestou e continua dando total suporte aos passageiros e motorista que estiveram envolvidos no acidente e prestará assistência às famílias das vítimas.
Todos os feridos já foram socorridos e encaminhados para hospitais da região. A Jundiá está empenhada em garantir a melhor assistência possível aos envolvidos.
A empresa ressalta que todas as suas viagens são cobertas por seguro, para garantir a plena assistência de todos os passageiros, motoristas e demais funcionários.
O veículo estava com a documentação e manutenção em dia, com licença para viagem expedida e aprovada pela ANTT. Além disso, os motoristas são registrados pela empresa e também na ANTT, com testes e exames em dia.
As causas do acidente ainda estão sendo apuradas e a Jundiá aguardará e prestará todo o suporte necessário para que os órgãos responsáveis analisem, com a máxima brevidade, os fatores que causaram o acidente e que medidas de segurança sejam implementadas no local para evitar que fatos como este se repitam".
Os vídeos mais vistos do g1 Minas:

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.