Telefónica chega a acordo para demissão de 2.700 funcionários na Espanha

Telefónica chega a acordo para demissão de 2.700 funcionários na Espanha


Globalmente, a Telefónica emprega cerca de 114.000 pessoas. Telefonica
Reuters/Sergio Perez
A Telefónica fechou um acordo com sindicatos para cortar cerca de 15% de sua força de trabalho na Espanha por meio de um plano de demissões voluntárias, informou o grupo de telecomunicações nesta terça-feira (28).
O custo do plano de demissões é estimado em 1,5 bilhão de euros (1,7 bilhão de dólares) neste ano. A companhia pretende cortar cerca de 2.700 empregos no início do ano que vem, o que renderá economias anuais de mais de 230 milhões de euros a partir de 2023, disse a empresa em comunicado.
O programa, aberto a todos os funcionários nascidos antes de ou em 1967 e que tenham pelo menos 15 anos de trabalho na empresa, vai limitar o percentual de saídas de algumas áreas, de acordo com a empresa.
A Telefónica pretendia inicialmente poupar unidades de negócios dedicadas à segurança cibernética, marketing e inteligência artificial, embora os sindicatos se opusessem. Inicialmente, o plano envolveria cerca de 1.800 trabalhadores.
A Telefónica é a terceira maior empresa de telecomunicações da Europa e emprega 18.500 pessoas na Espanha. As demissões seguem movimentos semelhantes das rivais Vodafone e Orange nos últimos meses.
Globalmente, a Telefónica emprega cerca de 114.000 pessoas.
A companhia tem enfrentado intensa concorrência no mercado espanhol, bem como a pressão de investidores em um momento em que precisa de recursos para financiar infraestrutura 5G.

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *