STJ cumpre decisão do STF que autoriza retorno de quatro conselheiros afastados do TCE-RJ

De acordo com a decisão, voltam ao trabalho José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar, Aloysio Neves e José Maurício de Lima Nolasco. Liminar impede o retorno de Domingos Brazão, que também teve decisão favorável. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) publicou nesta quarta-feira (8) o despacho mandando cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a volta dos quatro conselheiros afastados do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). Eles estão fora dos cargos desde 2017 por denúncias de corrupção, mas continuaram recebendo salários.
O único que ainda não pode voltar por conta de uma liminar no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), já que tem outra ação judicial em andamento é Domingos Brazão.
Assim, devem voltar aos cargos: José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar, Aloysio Neves e José Maurício de Lima Nolasco.
Em março de 2017, os cinco conselheiros foram presos temporariamente na Operação Quinto do Ouro, um desdobramento da Operação Lava-Jato no Rio. Eles foram soltos, mas ficaram impedidos de voltar a seus cargos.
Em outubro, o STF, por decisão do ministro Nunes Marques, autorizou Domingos Brazão, também afastado por suspeita de fraude e corrupção, retomar suas funções como conselheiro do TCE-RJ. No começo deste mês saiu a decisão que beneficiou os outros quatro ministros.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.