Solidariedade além das redes: influenciadores fazem trabalhos voluntários na linha de frente em auxílio a vítimas das chuvas na BA

Solidariedade além das redes: influenciadores fazem trabalhos voluntários na linha de frente em auxílio a vítimas das chuvas na BA


Ivan Mesquita é natural de Canavieiras, no extremo sul, região bastante atingida pelas chuvas. Influenciadores têm percorrido municípios com entregas de donativos. Influenciador Ivan Mesquita convoca voluntários para ajudar vítimas das chuvas na BA
Os estragos causados pela chuva na Bahia já atingiram mais de 470 mil pessoas em, pelo menos, 136 cidades. Mas em meio ao caos, uma onda de solidariedade tem ajudado a minimizar a situação. O apoio tem partido de diversas frentes, entre elas, de influenciadores digitais baianos que têm trabalhado na linha de frente dessas ajudas.
Com mais de 400 mil seguidores, Ivan Mesquita, o ‘Cêro’, é um dos influenciadores que tem trabalhado no auxílio às vítimas das enchentes no sul do estado. Ele tem percorrido cidades, principalmente as menores, distribuindo auxílio, após arrecadações feitas com doações dos seus seguidores.
Bahia tem maior acumulado de chuvas no mês em 32 anos
Saiba como ajudar moradores das cidades afetadas pelas chuvas na Bahia
Estado tem ao menos 10 barragens em nível crítico, diz Comandante dos Bombeiros
“Onde eu chego, faço questão de destacar que não sou eu, são meus seguidores que estão fazendo essas ações. Nossa maior dificuldade hoje é atingir os lugares que ainda estão isolados. Municípios maiores terminam concentrando as doações, então meu foco é levar ajuda e dar visibilidade a cidades menores e localidades mais afastadas”, disse ao g1.
influenciadores fazem trabalhos voluntários na linha de frente em auxílio a vítimas das chuvas na BA
Redes Sociais
“Na terça-feira, eu estive em Taboquinhas, em Itacaré, levando ajuda. Eu pude ver lugares em que a água nem chegava perto e hoje em dia está tudo tomado pela água”, contou.
Morador de Salvador, Ivan é natural de Canavieiras, no sul do estado. Ele diz que atender as vítimas em sua cidade natal é uma das prioridades do momento. “Hoje minha preocupação é com a situação de Canavieiras. Estamos precisando de voluntários para trabalhar nas ações”, disse.
O influenciador contou que sua rotina tem sido voltada exclusivamente para a ajuda às vítimas. “Eu estou praticamente de virote [sem dormir]. Quando estou na rua, estou fazendo as ações de entrega, e quando estou em casa, eu fico organizando e articulando como fazer as ações. Mas os dias têm sido de muito trabalho, desde 7h da manhã indo fazer as primeiras compras e, em seguida, as entregas”, contou.
Influenciadora Raquel Calumby é uma das voluntárias na ajuda à vítimas da chuva
O esquema é parecido com o da influenciadora e estudante de medicina, Raquel Calumby. Moradora de Ipiaú, no sul do estado, ela começou no último domingo a trabalhar como voluntária em ações de apoio às vítimas.
Com mais de 12 mil seguidores, Raquel diz que após a ajuda de seguidores e o início das ações em Ipiaú, passou a levar o apoio para outras cidades.
“Graças a Deus, meus seguidores foram muito solícitos desde o primeiro momento. Depois de pedir ajuda e fazer as ações em Ipiaú no domingo, as coisas se estabilizaram aqui e decidimos seguir para Dário Meira, que foi atingida de uma forma muito crítica. Tirando a rua da igreja, que é mais alta, a cidade toda ficou debaixo de água. Estive lá na terça-feira e a situação é muito crítica”, contou.
influenciadores fazem trabalhos voluntários na linha de frente em auxílio a vítimas das chuvas na BA
Redes Sociais
Dário Meira fica a cerca de 50 minutos de distância de Ipiaú. Raquel conta que a principal ação tem sido levar comida para as vítimas. “A maioria das pessoas perdeu tudo. E como a cidade estava inundada, não tem como fazer comida. Então, fizemos pontos de apoio aqui em Ipiaú, em três igrejas e em uma escola, onde tenho coordenado as ações”, disse.
“A gente tem feito sopa, cuscuz, sanduíches, organizado kits de limpeza e depois seguimos para fazer as doações. No colégio são cerca de 15 pessoas, mas nosso grupo é maior, umas 50 pessoas, e nos dividimos entre o pessoal que vai nas casas buscar doações, o pessoal que vai no mercado, quem vai para as entregas…”, contou Raquel.
Entenda por que está chovendo tanto na Bahia e outros estados
Chuvas na Bahia
Foto aérea mostra uma pessoa caminhando em uma rua inundada após fortes chuvas em Itajuipe, no sul da Bahia, nesta segunda (27)
Amanda Perobelli/Reuters
Ao todo, 21 pessoas morreram em decorrência das fortes chuva na Bahia. De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), 77.092 pessoas desabrigadas ou desalojadas.
O número de desabrigados – que são as pessoas que perderam seus imóveis e precisam de apoio do poder público – está em 34.163. Já o total de desalojados – que são as pessoas que também perderam os imóveis, mas foram alocadas em casas de familiares – está em 42.929.
A Sudec informou que 471.786 pessoas foram afetadas pela chuva. O número de feridos não foi alterado desde a segunda-feira (27), e segue em 358 pessoas. Nesta terça, 136 cidades estão sob decreto de situação de emergência.
Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.
Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻
Ouça 'Eu Te Explico' 🎙

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.