Polícia Civil divulga retrato atualizado do menino Wesley, desaparecido em Franca, SP

Polícia Civil divulga retrato atualizado do menino Wesley, desaparecido em Franca, SP


Adolescente sumiu em agosto de 2020, aos 13 anos, quando saiu de casa para ir a uma varejão. Mãe acredita que foto compartilhada pode ajudar em novas pistas sobre paradeiro do filho. Polícia divulga retrato atualizado do menino Wesley, desaparecido em Franca, SP
A Polícia Civil de São Paulo divulgou um retrato atualizado do menino Wesley Pires Alves Filho, desaparecido desde agosto de 2020 em Franca (SP). O desenho feito pelo Laboratório de Arte Forense do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) mostra como o adolescente estaria agora aos 15 anos.
Para a mãe do jovem, a manicure Camila Pedroso de Oliveira, a imagem de como o filho pode estar um ano e quatro meses após o sumiço pode ajudar a levantar novas pistas sobre o paradeiro dele.
“Em um ano e meio, não teria como mudar muito [as características físicas], isso o responsável do DHPP me explicou. Mas eu acredito que vai ajudar bastante nessa divulgação novamente. Acredito que agora surjam novas pistas e vamos confiar no serviço da polícia. Espero logo ter uma resposta”, diz.
O retrato envelhecido de Wesley foi feito a partir de uma foto tirada dias antes do desaparecimento dele. Segundo Camila, a imagem foi feita a pedido da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Franca, responsável pelo inquérito que apura o caso.
Comparação das fotos de Wesley Pires Alves Filho, aos 13 e aos 15 anos; menino desapareceu em Franca, SP
Arquivo Pessoal e Laboratório de Arte Forense
Camila afirma que o compartilhamento da imagem, principalmente em redes sociais, renova as esperanças da família em conseguir informações sobre Wesley, mas a angústia é grande.
“Para nós da família, é muito triste. É mais um final de ano sem denúncias. É uma angustia muito grande e a cada dia piora um pouco mais.”
O caso
Wesley desapareceu no dia 28 de agosto de 2020. O menino, então com 13 anos, disse às irmãs que iria até um varejão no bairro Jardim Aeroporto I, mas nunca mais voltou para casa.
Câmeras de segurança de residências e estabelecimentos comerciais registraram a passagem de Wesley pelos bairros Jardim Flórida e Vila Real. As últimas imagens são do garoto empurrando uma bicicleta às margens da Rodovia Ronan Rocha.
A manicure Camila Pedroso de Oliveira, mãe do menino Wesley Pires Alves Filho que desapareceu em Franca, SP
Reprodução
Logo após o desaparecimento, um motorista afirmou às autoridades que encontrou o garoto desorientado em Serrana (SP) e o levou, em uma van, ao Terminal Rodoviário de Ribeirão Preto (SP). Ele não sabia que o menino estava desaparecido. Buscas foram feitas nas duas cidades, mas nenhuma pista foi encontrada.
O celular do garoto foi periciado por investigadores na tentativa de encontrar algum registro que pudesse explicar o sumiço, mas nada foi achado.
Em pouco mais de um ano, a família recebeu diferentes informações sobre onde Wesley poderia estar, seguiu várias pistas, mas nenhuma delas verdadeira. Ao longo desse tempo, Camila recebeu trotes e chegou inclusive a ser acusada por desconhecidos de ser a culpada pelo desaparecimento do filho.
Em novembro, a Polícia Civil de Franca abriu um inquérito para tentar identificar o responsável por um perfil nas redes sociais que publicou informações falsas sobre o suposto homicídio do menino no bairro Jardim Aeroporto IV, em Franca.
Apesar dos ataques e das pistas falsas, Camila também recebe uma corrente de mensagens positivas de pessoas solidárias a ela.
Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.