O Assunto #595: O aparelhamento da Polícia Federal

O Assunto #595: O aparelhamento da Polícia Federal


Desde o início do mandato, o presidente da República é claro sobre seu projeto de subordinação. A partir da fatídica reunião ministerial de 22 de abril de 2020, acelerou-se o 'processo de tomada da PF pelo bolsonarismo'. Desde então cargos nas mais distintas esferas da instituição são ocupados por agentes de confiança do Executivo – por outro lado, aqueles que investigam o governo são afastados e demitidos. Você pode ouvir O Assunto no g1, no GloboPlay, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music, no Hello You ou na sua plataforma de áudio preferida. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio.
Desde o início do mandato, o presidente da República é claro sobre seu projeto de subordinação. Na fatídica reunião ministerial de 22 de abril de 2020, prometeu trocar o diretor-geral e o ministro da Justiça, se necessário – e assim o fez. “Não estamos aqui para brincadeira”, sentenciou no evento. Desde então, acelerou-se o “processo de tomada da PF pelo bolsonarismo”, como define Allan de Abreu, repórter da revista Piauí. Em conversa com Renata Lo Prete, ele descreve as conexões políticas que levaram ao cargo o atual “DG”, Paulo Gustavo Maiurino, conhecido por subordinados como “delegado de cativeiro”, devido à pouca experiência em investigações. O jornalista observa que, ao decretar o fim do “segredismo” na corporação, durante evento interno em maio, Maiurino estava na verdade escancarando a diretriz de tornar a PF uma “polícia política” nas mãos do presidente. O jornalista recorda outras trocas nas quais “gente de confiança” do Executivo assumiu posições de diretoria ou superintendência portando “currículos não tão auspiciosos” e cita especialmente a perseguição ao delegado Felipe Leal – que, depois de investigar afastamentos suspeitos de colegas, acabou ele mesmo sendo retirado do inquérito que apura a interferência de Bolsonaro na PF. Renata e Allan traçam o histórico de conquista de autonomia e protagonismo da corporação a partir dos anos 2000. “Agora é o oposto”, compara Allan. “Uma delegada me disse: aquilo que a instituição demorou anos para construir foi destruído em meses”.

O que você precisa saber:
Paulo Maiurino: quem é o diretor-geral da Polícia Federal
Amazonas: ex-superintendente pede investigação de Maiurino
Relembre: Bolsonaro exonera Valeixo do comando da PF
Interferência na PF: íntegra do depoimento de Bolsonaro à PF
VÍDEO: 20 delegados já foram afastados na gestão Maiurino
O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Isabel Seta, Tiago Aguiar, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski e Giovanni Reginato. Neste episódio colaboraram também: Gabriel de Campos e Ana Flávia Paula. Apresentação: Renata Lo Prete.

Comunicação/Globo

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.