Moradores mostram destruição de casas e estradas por causa de temporal no nordeste goiano; vídeo

Moradores mostram destruição de casas e estradas por causa de temporal no nordeste goiano; vídeo


Além de famílias ilhadas, algumas ficaram desabrigadas por terem as casas alagadas. Também por causa das chuvas, motoristas precisam fazer desvios passando por TO ou vias sem asfalto. Cavalcante e Monte Alegre de Goiás decretam estado de calamidade por causa das chuvas
As chuvas fortes e constantes no norte e nordeste de Goiás deixaram algumas famílias desabrigadas, além daquelas que ficaram ilhadas. Vídeos mostram áreas, casas e estradas alagadas (assista acima).
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
O temporal levou ao desabamento de um trecho da GO-118, que precisou ser completamente interditada, e comprometeu outras vias, levando motoristas a fazerem desvios de cerca de 300 km, passando por Tocantins, para irem de uma cidade goiana a outra.
A dona de casa Maria José da Silva é moradora de Cavalcante, no nordeste goiano, e contou que não consegue entrar em casa devido à altura do nível da água.
“Quase não deu tempo de tirar as coisas, o pouco que a gente tem. Colocamos tudo em cima das mesas. Geladeira, sofá, para dar para ficar”, disse.
Áreas alagadas em Cavalcante
Reprodução/TV Anhanguera
Já o artesão Thiago Augusto, que também vive na cidade, perdeu a casa. Ele contou que estava lá dentro quando as estruturas começaram a ceder, mas conseguiu sair a tempo com a família, saindo ilesos do desabamento.
“Estava em casa, deitando já para o descanso e começou a ceder. A gente saiu de casa, fomos para o carro. Só no outro dia a gente conseguiu começar a montar a estrutura de um abrigo”, contou.
Estrada no nordeste goiano que ficou alagada por causa das chuvas
Reprodução/TV Anhanguera
Chefe de gabinete da Prefeitura de Cavalcante, Sérgio Marcos Moreira dos Santos disse que, até a manhã desta terça-feira (28), a administração não tinha uma estimativa de quantas pessoas ficaram desabrigadas por causa da chuva devido à dificuldade de comunicação e locomoção na região.
Desvios
As chuvas intensas inviabilizaram a passagem de veículos por algumas rodovias da região. A viagem de Santa Tereza de Goiás até Formoso pela GO-241 tem quase 20 km. No entanto, com a rodovia interditada por causa da chuva, os motoristas precisam fazerm um desvio de cerca de 300 km – passando por Tocantins (veja mapa abaixo).
Desvio de cerca de 300 km entre Santa Tereza e Formoso, passando por Tocantins
Reprodução/TV Anhanguera
A Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goinfra), informou que, inicialmente, esse desvio seria menor, passando pela GO-244. No entanto, a via ficou comprometida por causa da chuva de segunda-feira (27) e tem que ser evitada.
Outro desvio necessário por causa dos estragos da chuva é de Alto Paraíso de Goiás a Teresina de Goiás. A viagem entre as duas cidades era feita pela GO-118, que foi interditada por causa de uma erosão que derrubou metade da pista. A via está completamente interditada e, como alternativa, o motorista precisa passar por uma estrada de terra.
Desvio entre Teresina de Goiás e Colinas do Sul
Reprodução/Goinfra
Para fazer a viagem, o motorista deve sair de Alto Paraíso pela GO-239, passar por Colinas do Sul, pegar a GO-132 e acessar a estrada vicinal até Cavalcante e Teresina.
Assistência
O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), esteve na região na tarde de segunda-feira e se comprometeu a enviar equipes do Corpo de Bombeiros para ajudar as pessoas que estão ilhadas ou desabrigadas na região.
“Ja pedi a toda a minha estrutura de bombeiros para deslocar para cá e reforçar apoio aos nossos prefeitos. Também a Secretaria de Desenvolvimento Social e OVG para abrigar essas pessoas”, disse.
Casas alagadas em Cavalcante
Reprodução/TV Anhanguera
O g1 questionou o Corpo de Bombeiros, na manhã desta terça-feira, sobre detalhes da assistência que deve ser prestada e aguarda retorno.
Em Niquelândia, imagens feitas pelos bombeiros mostram que a chuva também causou estragos na cidade. O nível da água aparece nas janelas das casas.
Veja outras notícias da região no g1 Goiás.
VÍDEOS: saiba o que acontece em Goiás

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *