Mal súbito no coração: a importância de buscar uma emergência cardiológica com equipe especializada

Mal súbito no coração: a importância de buscar uma emergência cardiológica com equipe especializada


O Instituto de Moléstias Cardiovasculares (IMC) de Rio Preto é referência no Estado e conta com infraestrutura para oferecer um atendimento completo. Problemas do coração não podem esperar
IMC Rio Preto/Divulgação
As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil. Cerca de 14 milhões de brasileiros têm alguma doença no coração e cerca de 400 mil morrem por ano vítimas deste problema, o que representa 30% de todas as mortes no país, segundo dados mais recentes da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). São cerca de 1.000 mortes por dia.
A pandemia afastou as pessoas do contato com os médicos e avaliação de sua saúde, o que agravou o quadro. Por outro lado, com a redução dos casos de Covid-19, muitas pessoas voltaram ou começaram a fazer atividade nas ruas, parques e academias, porém sem antes consultar-se com o médico cardiologista.
“Ao fazer a atividade física, pode a ver a sobrecarga do coração, o que pode levar até a um infarto. Outro risco são as arritmias cardíacas como são chamadas as variações anormais no ritmo do coração. É fundamental que as pessoas passem por uma consulta antes de iniciar ou retomar as atividades”, alerta a médica cardiologista Adriana Bellini Miola, do Instituto de Moléstias Cardiovasculares – IMC, de Rio Preto.
Em caso de mal súbito no coração, importante procurar emergência cardiológica
Caso a pessoa sinta mal súbito no coração, como arritmia ou princípio de infarto, é fundamental que ela procure, de preferência, uma emergência cardiológica.
“É um serviço que possui equipe multiprofissional especializada para diagnosticar um quadro cardiovascular grave com o máximo de agilidade e prosseguir com o atendimento adequado para cada caso específico”, explica o médico cardiologista Luciano Miola, diretor técnico do IMC.
Como centro de referência no Estado, o Instituto de Moléstias Cardiovasculares possui emergência cardiológica 24 horas por dia, contando com unidade coronariana, estudo eletrofisiológico, hemodinâmica e um setor exclusivo para a realização de exames cardiológicos e centro cirúrgico.
Um diagnóstico precoce de arritmia pode salvar sua vida
IMC Rio Preto/Divulgação
A arritmia cardíaca e a dor torácica aguda são problemas comuns que levam pacientes à emergência cardiológica. “A demora no atendimento pode aumentar e muito os riscos de danos com sequelas ao coração e até a morte”, alerta o diretor do IMC.
Na emergência cardiológica, o paciente é avaliado de forma integral, o que envolve uma equipe multidisciplinar que inclui enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos cardiologistas e de outras especialidades, setores de laboratório e de radiologia, equipes da hemodinâmica, cirurgia cardíaca, UTI e centro cirúrgico.
Estes profissionais dispõem no IMC de infraestrutura para oferecer o atendimento completo, como posto de laboratório de análises clínicas e exames avançados de diagnóstico por imagem. O instituto está preparado para executar com o máximo de agilidade os mais diversos exames e procedimentos, tais como cateterismo, angioplastia, ultrassom intracoronariano, dentre outros. Seus equipamentos modernos ainda permitem realizar procedimentos cardíacos que evitam intervenções mais invasivas.
Instituto de Moléstias Cardiovasculares – IMC
Saiba mais pelos canais abaixo:
Site: www.imcausta.com.br
Endereço: Rua Castelo d’Água, 3030 – São José do Rio Preto – SP
Telefone: (17) 3203-4000
Médicos entrevistados
Luciano Miola – CRM 86.313 – Médico cardiologista e diretor técnico do IMC
Adriana Bellini Miola – CRM 87.475 – Médica cardiologista

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.