Divulgação/SAP

Mãe faz doce de amendoim recheado com cocaína e supermaconha e envia para o filho em presídio do litoral de SP

Ela foi suspensa da lista de visitantes autorizados. Detento foi transferido para cela disciplinar. Doces de amendoim escondiam cocaína e supermaconha

Um doce de amendoim recheado de cocaína e k4, conhecida como ‘supermaconha’ sintética, foi enviado pela mãe de um detento da Penitenciária P2 em São Vicente, no litoral de São Paulo. O caso ocorreu nesta quarta-feira (8). A mulher foi suspensa da lista de visitantes autorizados a entrar no presídio.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), as drogas foram encontradas por um servidor durante o procedimento de revista dos itens enviados por familiares de presos.

O doce escondia pacotes pequenos com dez porções de cocaína, pesando um total de aproximadamente 80 gramas, e um pedaço de papel com cerca de 131 micropontos de k4. Os entorpecentes estavam misturados ao alimento.

O detento, já sentenciado, foi levado para cela disciplinar. A direção da P2 registrou boletim de ocorrência junto ao 3º DP de São Vicente. A mãe do detento foi suspensa do rol de visitas e não poderá mais enviar encomendas ao filho.

Use ← →para continuar navegando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.