Júri da Kiss: resultado do julgamento sobre o incêndio na boate sai nesta sexta-feira

Júri da Kiss: resultado do julgamento sobre o incêndio na boate sai nesta sexta-feira

Ministério Público e assistentes de acusação fazem a réplica dos debates a partir das 10h, defesas têm a tréplica às 13h15 e, após, juiz e jurados se reúnem para a decisão. Kiko Spohr, no júri da Kiss

Sai nesta sexta-feira (10), no Foro Central de Porto Alegre, o resultado do julgamento com as sentenças dos quatro réus pelo incêndio da boate Kiss. A decisão foi adiada depois que o Ministério Público pediu réplica das defesas dos advogados por volta das 23h40 desta quinta-feira (9).

Com isso, eles terão mais duas horas para sustentar a acusação, a partir das 10h, e abrem mais duas horas para que as bancadas de defesa apresentem suas tréplicas, após um intervalo, às 13h15.

Após isso, o Conselho de Sentença se reúne com o juiz Orlando Faccini Neto para a votação na sala secreta. A leitura da sentença deve ficar para a tarde.

Independentemente das sentenças, tanto os réus quanto o MP podem recorrer da decisão, mas os tribunais só poderão modificar a pena ou determinar a realização de novo julgamento, sem modificar a decisão dos jurados.

O incêndio na madrugada de 27 de janeiro de 2013 em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, deixou 242 pessoas mortas e outras 636 feridas. As vítimas, em sua maioria, eram jovens estudantes com idades entre 17 e 30 anos, moradores da cidade universitária.

A tragédia é a maior ocorrência em número de vítimas na história do Rio Grande do Sul e a segunda do Brasil, atrás apenas do incêndio do Gran Circo Norte Americano, em Niterói (RJ), que deixou 503 mortos em 1961.

Veja os depoimentos dos sobreviventes:
Kátia: ‘comecei a gritar que não queria morrer’, diz ex-funcionária que teve corpo queimado
Kelen: ‘última vez que corri foi para tentar me salvar’, diz sobrevivente que teve perna amputada
Emanuel: ‘não soou alarme’, conta sobrevivente especialista em prevenção de incêndio
Jéssica: ‘vi quando pegou a faísca’, conta sobrevivente que perdeu irmão
Lucas: ‘eu desmaiei, fui muito pisoteado’, diz DJ da boate
Érico: ‘ajudei até o final’, conta barman que ajudou no socorro às vítimas
Maike: ‘parecia que estava respirando fogo’
Cristiane: ‘aquilo era um filme de terror’
Delvani: ‘fui caindo e me despedindo da minha família’
Doralina: ‘lembro de muito grito, muita confusão’, diz ex-segurança
William: ‘ele queria voltar’, diz sobrinho sobre Kiko
Nathália: ‘não tinha a menor ideia que era fogo’, diz esposa de um dos réus
O que disseram as testemunhas e informantes:
Engenheiro diz que sugestão de sócio para instalar espuma acústica era ‘leiga e ignorante’
‘Artefatos não podem ser usados em ambiente fechado’, diz gerente de loja
Juiz transforma testemunha em informante após filha postar ‘apodreçam na cadeia’
‘Ele sofre por isso’, diz ex-patrão de vocalista da banda ouvido em audiência
‘Não era de costume informar as casas’, diz testemunha de defesa sobre o uso de fogos nos shows
Testemunha é convertida em informante por responder a processo por falsidade ideológica ligado à boate
Irmão de réu e ex-integrante da banda chora no júri da Kiss: ‘nós não quisemos matar ninguém’
‘Alguma coisa me tirou de lá’, diz ex-funcionário da boate
Ex-técnico de som diz que desligou os microfones do palco
Arquiteta diz que alertou sobre o risco de não ter responsável técnico na obra da Kiss
‘Alvará estava vencido’, diz ex-chefe do Corpo de Bombeiros
Ex-dono de boate de Santa Maria diz que não era comum bandas pedirem autorização para uso de pirotecnia.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.