Filhote de onça-parda resgatado com fratura na pata em Junqueirópolis é transferido para a Cidade da Criança

Filhote de onça-parda resgatado com fratura na pata em Junqueirópolis  é transferido para a Cidade da Criança


Fêmea estava em uma clínica veterinária, em Dracena (SP), e chegou nesta quinta-feira (9) ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, em Presidente Prudente (SP). Filhote de onça-parda resgatado em Junqueirópolis foi transferido para a Cidade da Criança
Sandro Bittencourt/TV Fronteira
O filhote de onça-parda resgatado na zona rural de Junqueirópolis (SP) foi transferido para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), que fica no Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente (SP).
O filhote, uma fêmea que recebeu o nome de Filomena, estava em uma clínica veterinária em Dracena (SP), onde passou por uma cirurgia e se recuperava depois de ser encontrado com uma grave fratura e desnutrido.
A transferência de Junqueirópolis para Presidente Prudente foi acompanhada pela Polícia Militar Ambiental.
“Esse animal agora passa por uma nova avaliação veterinária, com uma análise de todos os cuidados necessários para esse processo de recuperação dele e de reabilitação também, tendo em vista ser um animal muito jovem, com necessidade de apreender ainda os hábitos de caça e todas as demais características. Agora, ela vai ter todo esse processo de reabilitação para esse tratamento em continuidade, tanto da questão da fratura que ela sofreu na pata quanto também de adequação para esse crescimento dela e atividades de animal adulto”, explicou o capitão da Polícia Militar Ambiental, Júlio César Cacciari de Moura.
LEIA TAMBÉM:
Desgarrado da mãe, filhote de onça-parda é encontrado com fratura na pata e passa por cirurgia em clínica veterinária
Filhote de onça-parda resgatada em Junqueirópolis chega na Cidade da Criança
Cirurgia e reabilitação
O filhote foi resgatado com uma grave fratura e desnutrido na zona rural de Junqueirópolis (SP), no dia 29 de novembro.
A Polícia Militar Ambiental informou que a fêmea foi encontrada sozinha nas proximidades de uma usina canavieira.
Foram os trabalhadores do local que resgataram a onça-parda e a levaram para a sede da corporação, em Dracena.
A polícia relatou que o animal estava machucado, tinha um pequeno corte e não conseguia mexer uma das patas. Imediatamente, o felino foi levado para uma clínica veterinária particular (veja no vídeo abaixo).
Fêmea de onça-parda é resgatada com fratura na pata e passa por cirurgia
O médico veterinário Colombo Guerra Carvalho Júnior foi um dos profissionais que atenderam ao felino. Ele falou que a onça-parda aparenta ter menos de um mês de vida, pesa 1,4 quilo e mede 55 centímetros.
"Ela chegou esperta, rosnando bastante, e tinha um corte na pata direita e uma fratura grave no ombro esquerdo. Ela não estava apoiando a pata. Por isso, houve a intervenção cirúrgica. Deu bastante trabalho, mas agora ela está articulando", explicou.
Carvalho Júnior também destacou que, se a cirurgia, que durou cerca de uma hora, não fosse feita com urgência, o animal poderia ter problemas.
"Poderia ser um animal de jaula somente. Se não tivesse sido resgatada, viraria presa de algum outro animal", enfatizou.
O especialista ainda pontuou que não é possível afirmar o que causou as lesões, mas que houve um forte impacto que resultou na fratura.
Filhote de onça-parda resgatado em Junqueirópolis foi transferido para a Cidade da Criança
Sandro Bittencourt/TV Fronteira
Onça-parda
Também conhecida como suçuarana, puma, onça-vermelha e leão-baio, a onça-parda (Puma concolor) é a segunda maior espécie de felino do Brasil, só ficando atrás da onça-pintada (Panthera onca). Tem corpo alongado, com até 1,08 metro de comprimento. A cauda longa mede até 61 centímetros e a altura é de 63 centímetros.
O macho adulto pode pesar por volta de 70 quilos. A pelagem da suçuarana tem coloração uniforme, variando entre marrom-acinzentado bem claro e marrom-avermelhado escuro. Geralmente os animais que vivem em florestas são menores e mais escuros e os que habitam regiões montanhosas são maiores e mais claros.
Possuem hábitos noturnos (predominantemente) e diurnos, caçam a qualquer hora do dia com certa tendência ao horário de crepúsculo.
Embora seja uma espécie terrestre, possui muita habilidade para subir em árvores e é muito ágil. A suçuarana vive solitária, menos na época de acasalamento.
Pesquisas comprovaram que a suçuarana é o predador mais eficiente e mais flexível entre os felinos. Ela consegue alimento em 75% das vezes em que parte para o ataque.
A alimentação inclui desde pequenos roedores até mamíferos de grande porte (capivaras, veados e catetos), aves e répteis.
O período de gestação varia entre 84 e 98 dias, e nascem de um a seis filhotes, cada um com 220 a 440 gramas de peso.
A espécie é considerada vulnerável e ameaçada de extinção.
Filhote de onça-parda resgatado em Junqueirópolis foi transferido para a Cidade da Criança
Sandro Bittencourt/TV Fronteira
Filhote de onça-parda resgatado em Junqueirópolis foi transferido para a Cidade da Criança
Sandro Bittencourt/TV Fronteira
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.