Fiel registra queixa por injúria após igreja recusar batismo dele por ser homossexual

Segundo o boletim de ocorrência, cabeleireiro de 19 anos relatou que pastores disseram que não poderiam batizá-lo por ter unhas grandes e usar brincos. Um cabeleireiro de 19 anos denunciou por injúria uma igreja evangélica de Araçatuba (SP) por recusar batizá-lo por ser homossexual.
Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima agendou o batismo para o sábado e, ao chegar à igreja, dois pastores negaram.
Conforme relatado pelo fiel à polícia, os religiosos disseram que "a vítima, por ser gay, ter unhas grandes e usar brincos, não poderia ser batizada na igreja”.
O boletim de ocorrência foi registrado como injúria e o caso será investigado pela Polícia Civil. O g1 tentou contato por telefone com a igreja, porém, ninguém atendeu.
Veja mais notícias da região no g1 Rio Preto e Araçatuba
VÍDEOS: confira as reportagens da TV TEM

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.