Cinco dos oito suspeitos foram presos Divulgação/Polícia Civil

Família é resgatada de cativeiro após ser feita refém por quadrilha no Acre

Ação integrada entre as polícias Civil e Federal fazia operação contra roubo de veículos na fronteira quando apreendeu veículo e depois descobriu que suspeitos faziam família refém. Cinco homens foram presos e três pessoas da mesma família libertadas do cativeiro.

Três pessoas da mesma família que estavam amarradas e sendo feitas reféns foram libertadas de um cativeiro na madrugada deste sábado (11), em Rio Branco. As vítimas foram resgatadas durante uma operação integrada entre as forças de segurança do Acre contra o roubo de veículos na fronteira.

A quadrilha era composta por oito homens, sendo que três conseguiram fugir e estão foragidos, de acordo com a polícia. Além disso, foram apreendidas armas e o veículo da família, que estava sendo levado por um dos suspeitos para o município de Plácido de Castro, no interior do Acre. Policiais estavam fazendo um patrulhamento quando, na rodovia AC-40, os agentes avistaram um carro que trafegava sentido de Plácido de Castro.

As vítimas, de acordo com a polícia, estavam em um cativeiro que ficava dentro de um sítio na capital acreana.
Polícia desconfiou quando veículo foi parado em uma ação policial em Plácido de Castro e motorista fugiu pela mata.

O delegado Danilo Cesar, um dos que coordenou a ação, disse que quando o motorista do veículo recebeu ordem de parada freou bruscamente o carro para tentar fugir da ação policial.

“Ele se evadiu para uma região de mata, diante dessa ação suspeita, nós percebemos que poderíamos estar diante de um veículo furtado, iniciamos uma investigação para tentar saber quem era o proprietário do veículo. A partir disso, descobrimos quem era o dono e montamos um time tático. Quando os policiais entraram na residência se deparam com sete indivíduos, dois deles, infelizmente, conseguiram fugir e prendemos cinco deles.”

Assim que prenderam os suspeitos, os policiais procuraram pela casa e acharam as três pessoas da mesma família amarradas. “Conseguimos resgatar as vítimas com sua integridade física preservada, tivemos uma preocupação muito grande em relação à segurança das vítimas para evitar um confronto armado, já que a gente tinha uma situação com reféns”, complementou.

O delegado explicou ainda que os presos foram levados a Delegacia de Flagrantes (Defla) para lavratura de auto de prisão em flagrante e depois vão ser colocados à disposição da justiça.

Use ← →para continuar navegando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.