Deputados aprovam projeto que cria loteria estadual no Paraná

Deputados aprovam projeto que cria loteria estadual no Paraná


Lotepar arrecadará recursos que poderão ser destinados para atividades 'socialmente relevantes', segundo o governo. Ainda não há data para a loteria estadual começar a operar. Assembleia Legislativa do Paraná
Sandro Nascimento/Assembleia Legislativa do Paraná
Deputados e deputadas aprovaram nesta quarta-feira (8), em segunda votação, o projeto de lei que prevê a criação da Loteria do Estado do Paraná (Lotepar). A iniciativa, proposta pelo Governo do Estado, tramitava em regime de urgência na Assembleia Legislativa.
No texto base, foram 48 votos favoráveis e uma abstenção. O projeto foi apoiado tanto pelos parlamentares da situação, quanto de oposição ao governo de Ratinho Jr. (PSD).
Na justificativa, o Poder Executivo argumentou que a criação da loteria é uma forma de incrementar os cofres públicos, especialmente no período de crise econômica e sanitária.
Para o funcionamento, entretanto, o governo ainda precisa definir alguns critérios, entre eles, se a execução de sorteios será pelo poder público ou empresas terceirizadas, por exemplo. Ainda não há data definida para o início do funcionamento da loteria. Leia mais abaixo.
Texto base teve apoio majoritário dos parlamentares
Divulgação/Alep
Os valores arrecadados serão destinados, segundo o projeto, para atividades “socialmente relevantes relacionadas à promoção de direitos sociais”.
Na sessão desta quarta, também ocorreu a votação de emendas e subemendas, que apresentam modificações ao texto base do projeto. Duas foram aprovadas, incrementando na proposta a possibilidade de financiamento de mais atividades sociais.
Pela lei aprovada, poderão ter financiamento ações do estado nas seguintes áreas:
Educação, cultura e desporto
Ciência e tecnologia
Comunicação social
Meio ambiente
Saneamento
Habitação
Família, mulheres, crianças, adolescentes, jovens e idosos
Indígenas
Com a aprovação em segunda votação, o texto retorna ao plenário da Assembleia Legislativa para apreciação da redação final, prevista para segunda-feira (13).
A proposta deve ser aprovada sem ressalvas, uma vez que as modificações de projeto ocorrem normalmente na primeira e segunda votação.
Se aprovada, a proposta segue para o governador Ratinho Júnior, que tem 15 dias úteis para sancionar ou vetar o projeto.
Funcionamento
O projeto aprovado prevê que a Lotepar poderá executar diretamente os jogos de loteria no estado ou delegá-la para empresas. Em caso de terceirização, regras específicas precisam ser cumpridas.
“A Lotepar exigirá dos concessionários e permissionários do serviço certificação da adoção de práticas dedicadas ao fomento do jogo responsável e à proteção de vulneráveis e, ainda, da higidez e lisura de programas de computador (software) e equipamentos (hardware) a serem utilizados na operação das modalidades lotéricas”, explica um trecho da proposta.
O governo ainda não informou se planeja executar o sistema de loteria por conta própria ou se fará a concessão do direito para empresas, por exemplo. Também não informou, até o fechamento desta reportagem, se há data para o serviço público começar a operar.
Histórico
Esta não é a primeira vez que o Paraná terá uma loteria estadual. Em 1987, o estado contava com um serviço público chamado Serlopar, extinto em 2007.
Além do Paraná, um levantamento do governo indica que outros cinco estados possuem legislação própria para a exploração de loterias: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Espírito Santo e Maranhão.
Vídeos mais assistidos do g1 PR:
Veja mais notícias do estado em g1 Paraná.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.