Depois de pedir cadeira de rodas para vizinho em carta de Natal, menina de 6 anos tem pedido atendido: ‘Muito, mas muito feliz’

Depois de pedir cadeira de rodas para vizinho em carta de Natal, menina de 6 anos tem pedido atendido: ‘Muito, mas muito feliz’


Equipamento foi doado por pessoa que preferiu não se identificar; pequena havia desenhado pedido para Papai Noel para que vizinho pudesse visitá-la. Nesta terça (28), Ito foi até casa da família pela primeira vez. Menina de 6 anos que pediu cadeira de rodas para vizinho faz agradecimento
Felicidade que transborda e se torna difícil de descrever. Esse é o sentimento da pequena Emanuelly da Luz, de apenas seis anos. Nesta terça (28), o vizinho e amigo Ito Moreto pode visitá-la pela primeira vez ao receber do Papai Noel uma cadeira de rodas motorizada.
Assista, acima, ao depoimento de Emanuelly.
O presente de Natal chegou um dia antes, na segunda (27), depois que a menina abriu mão de um pedido para si própria e desenhou uma cartinha para o bom velhinho pedindo o equipamento para que Ito pudesse visitá-la.
Ele perdeu os movimentos das pernas e das mãos depois de um acidente há três anos.
"Papai Noel, muito obrigada por ter me presenteado ontem. Eu estou muito feliz. Muito obrigada pelas pessoas que me ajudaram. Eu estou muito, mas muito feliz de ter ajudado o Ito. Eu não sabia se eu pulava, se eu gritava de alegria, não sabia se dava risada, não sabia o que fazia da vida de tão feliz que eu estava", agradeceu a pena.
Abraço marcou comemoração de Manu e Ito por nova cadeira de rodas
Arquivo Pessoal/Letícia da Luz Vieira
O exemplo da atitude e do bom coração de Emanuelly emocionou uma mulher, que preferiu não se identificar, e que fez a magia do Natal acontecer: ela doou uma nova e mais moderna cadeira para Ito.
Jovem com paralisia cerebral tem pedido atendido por voluntários: ‘Papai Noel, gostaria de uma cadeira de rodas nova’
Acima do presente, a atitude da pequena paranaense emocionou o vizinho. À mãe dela, Letícia da Luz Vieira, ele escreveu que gostaria de presentear e surpreender Manu como gratidão pelo gesto e pelo "coração maravilhoso".
"Muito feliz com o presente da menininha [Emanuelly]. Deus que abençoe todo mundo que ajudou, eles, a família deles, todo mundo. A menininha está contente, eu estou mais ainda. Eu tô [sic] meio emocionado, meio ruim até para falar, mas já estou andandinho", celebrou o vizinho.
Ito, que recebeu a cadeira, gravou um agradecimento as pessoas que ajudaram na campanha
O gesto também foi reconhecido pela própria mãe, que contou do orgulho que sentiu ao ver a pequena ter, sozinha, uma atitude tão bonita.
"Para mim, como mãe, tem sido gratificante ler as mensagens sobre o gesto da Manu, me enche de orgulho. Ela nos trouxe muitos ensinamentos", disse.
Amizade
Nesta terça (28), o vizinho e amigo Ito Moreto pode visitá-la pela primeira vez
Arquivo Pessoal/Letícia da Luz Vieira
A amizade entre Manu e Ito é diária. Todos os dias, a pequena vai até a varanda do vizinho para fazer companhia.
Isso porque desde que sofreu um acidente, em 2018, Ito é levado todas as manhãs para o lado de fora da varanda por uma cuidadora. A rotina era limitada ao local até onde era levado pois, com uma cadeira de rodas de modelo simples, ele não conseguia sair sozinho.
Por isso, Manu ia até ele todos os dias levando brinquedos para brincar junto ao amigo.
E foi diante da vontade de que o amigo pudesse ir até a casa da família para uma visita e um café que ela desenhou o pedido para o Papai Noel. Veja abaixo.
Pedido foi feito por meio de um desenho para o Papai Noel
Arquivo Pessoal/Letícia da Luz Vieira
Vaquinha e arrecadação de lacres
Manu vai destinar lacres recolhidos para ajudar outra pessoa
Arquivo Pessoal/Letícia da Luz Vieira
Antes de receber a doação, para tentar realizar o pedido de Natal de Emanuelly, a família da pequena paranaense iniciou uma campanha de arrecadação de lacres que mobilizou muitos moradores da cidade.
Segundo a mãe, a ação já registrou cerca de 25 mil lacres recolhidos.
Agora, com o pedido atendido pelo Papai Noel, Emanuelly contou que vai destinar todos os objetos para ajudar outra pessoa, levando os lacres para a campanha do lacre solidário.
Além disso, a família também chegou a abrir uma vaquinha online para arrecadar fundos que viabilizassem a compra da cadeira. Para isso, uma empresa da região também abraçou a ideia e se ofereceu para fazer uma doação de parte do valor.
Os valores arrecadados serão todos direcionados para as obras de adaptação da casa de Ito, como alargamento das portas e adequação do chuveiro para uma cadeira, de acordo com a mãe de Emanuelly.
Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *