Defesa Civil e Bombeiros voltam a percorrer zona rural de Paranã para resgatar famílias isoladas


Segundo o município, 31 pessoas foram retiradas nesta terça-feira (28) e mais 20 devem ser resgatadas ao longo do dia. Equipes da Defesa Civil e Bombeiros reunidas
Paranã/Divulgação
Equipes dos Bombeiros e Defesa Civil voltaram a percorrer a zona rural de Paranã nesta quarta-feira (29) para resgatar famílias que ficaram ilhadas após a cheia dos rios na região. Segundo o município, 31 pessoas foram retiradas nesta terça-feira (28) e mais 20 devem ser resgatadas ao longo do dia.
Com o transbordamento dos rios Palmas e Paranã nove comunidades ficaram isoladas: Barra do Prata, Congonhas, Salinas, Ouro Fino, Região Maiadinha, Região de Cavalcante, Comunidade Capela, Comunidade Taboca e Barra do Corrente.
Crateras surgiram nos aterros de duas pontes e as fortes chuvas causaram um desmoronamento em uma estrada vicinal que dá acesso à região da Serra da Traíra. Na segunda-feira (27) a prefeitura decretou calamidade pública em Paranã.
O tamanho do território do município tem dificultado a chegada do socorro.
Famílias sendo resgatadas de barco
Defesa Civil Paranã/Divulgação
"O grande problema é que são pessoas estão ilhadas em várias regiões. Somos o segundo maior município do Tocantins e como os afluentes dos rios Palmas e Paranã transbordaram essas comunidades ficaram isoladas", disse o prefeito Fabio da Farmácia (PTB).
Nesta quarta-feira (29) as equipes estão socorrendo os moradores da região de São Domingos, que é uma comunidade quilombola.
Há casos de moradores que estão sem acesso a mantimentos e remédios. O prefeito afirmou que trabalha para levar alimentos às áreas isoladas e retirar os moradores dos locais de risco. Parte das pessoas desabrigadas foi levada para uma escola municipal e outras estão na casa de parentes.
Em todo estado são 27 municípios monitorados pela Defesa Civil Estadual por risco de alagamentos após a cheia de rios. Pelo menos 147 pessoas foram afetadas pelas enchentes. A previsão para os próximos dias continua sendo de chuvas para todas as regiões do estado e o Instituto Nacional de Meteorologia manteve o alerta de nível laranja.
Pedras foram para em estrada vicinal após deslizamento
Reprodução
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Use ← →para continuar navegando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.