Covid-19: Estudo lista os 15 perfis brasileiros do Twitter mais influentes em 2021

Covid-19: Estudo lista os 15 perfis brasileiros do Twitter mais influentes em 2021


O relatório aponta que 97% dos influenciadores de ciência brasileiros falaram sobre vacinação. Pesquisadores analisaram 450.906 publicações sobre a Covid-19 na rede social entre novembro de 2020 e novembro de 2021. 97% dos influenciadores de ciência brasileiros falaram sobre vacinação
Prefeitura de Araxá/Divulgação
Um estudo do Science Pulse, em parceria com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados (IBPAD), identificou quais os perfis mais influentes da comunidade científica no último ano e como esta comunicação se desenvolveu no Twitter.
O relatório foi divulgado nesta quinta-feira (16) e tem apoio de realização do Instituto Serrapilheira e apoio do International Center for Journalistas (ICFJ).
Segundo o documento, 97% dos influenciadores de ciência brasileiros no Twitter falaram sobre vacinação, ajudando na divulgação da importância dos imunizantes.
Veja a lista dos 15 perfis brasileiros mais influentes (em ordem alfabética):
Agência Fiocruz – Agência de notícias
Atila Iamarino – Divulgador científico
Daniel A. Dourado – Médico / Advogado sanitarista
Denise Garrett – Médica / Epidemiologista
Fiocruz – Instituto de Pesquisa
Instituto Buntantan – Instituto de Pesquisa
Isaac Schrarstzhaupt – Analista de dados
Luiza Caires – Jornalista / Divulgadora científica
Mellanie Fontes-Dutra – Neurocientista / Divulgadora científica
Natalia Pasternak – Microbiologista
Observatório COVID 19 BR – Projeto colaborativo
Otavio Ranzani – Epidemiologista / Médico
Pedro Curi Hallal – Epidemiologista / Editor científico / Professor
USP – Universidade
Vitor Mori – Físico / Pesquisador
Os pesquisadores analisaram 450.906 publicações sobre a Covid-19 feitas na rede social por 1.088 cientistas, especialistas e organizações científicas do Brasil e do mundo entre novembro de 2020 e novembro de 2021.
A vacinação foi o tema mais abordado pelos perfis. Entre os assuntos principais relacionados à imunização estão: pesquisa e desenvolvimento; campanhas; e esperança no futuro.
“Neste momento de crise sanitária e da informação, cientistas e comunicadores cumpriram um papel fundamental: ajudaram a orientar e elevar a qualidade do debate ao produzir conteúdos cientificamente embasados”, avaliou Natasha Felizi, diretora de Divulgação Científica do Instituto Serrapilheira.
O relatório também divulgou os perfis internacionais mais influentes:
Ashish K. Jha – Médico / Pesquisador / Advogado
Carl T. Bergstrom – Biólogo / Professor
Dr. Angela Rasmussen – Virologista
Dr. Tom Frieden – Médico
Eric Topol – Médico / Inovação
John Burn-Murdoch – Estatístico
Michael Mina – Epidemiologista / Imunologista / Médico
Nature – Revista cientifíca
NIH – Instituto governamental
Prof. Akiko Iwasaki – Professora/ Pesquisadora
Science Magazine – Revista cientifíca
Tedros Adhanom Ghebreyesus – Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS)
The Lancet – Revista cientifíca
Trevor Bedford – Cientista
World Health Organization (OMS) – Associação governamental
VÍDEOS mais vistos do g1 nos últimos dias

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.