Corpos de crianças e idoso que desapareceram no Rio Grande em Iturama são encontrados e buscas encerradas

Corpos de crianças e idoso que desapareceram no Rio Grande em Iturama são encontrados e buscas encerradas


Vítimas de 9, 12 e 60 anos foram localizadas durante segunda (27) e madrugada desta terça-feira (28); anteriormente um homem de 33 já havia sido identificado. Família curtia tarde de Natal quando incidente ocorreu. Imagem mostra local em que família desapareceu na noite de sábado (25) no Rio Grande em Iturama
WA Drones Iturama/Arquivo Pessoal
O Corpo de Bombeiros localizou durante a segunda (27) e madrugada desta terça-feira (28) os corpos de duas crianças de 12 e 9 anos e de um idoso de 60 que desapareceram enquanto nadavam no Rio Grande, em Iturama. Segundo os militares, a família de Ribeirão Bonito, interior de São Paulo, estava em uma área de risco quando sumiu na tarde do último sábado (25).
No domingo (26), o g1 mostrou que um homem de 33 anos havia sido encontrado sem vida na margem paulista do local. Já na segunda por volta das 18h50, as buscas seguiram e o menino de 12 anos foi identificado. Ele estava em uma área de 10 metros perto do primeiro localizado.
Ainda segundo os bombeiros, o idoso foi achado às 22h15, 60 metros abaixo do corpo do garoto de 12 anos. Já a criança de 9 anos foi localizada por volta das 3h30 desta terça-feira. Com isso, as buscas foram encerradas.
Corpos de crianças e idoso que desapareceram no Rio Grande em Iturama são encontrados
Afogamento
Em entrevista à TV Integração na tarde do domingo, uma estudante que estava em um rancho próximo ao local onde a família curtia o feriado, conversou com a avó de uma das crianças desaparecidas.
Leia também:
Família estava em área de risco no Rio Grande quando desapareceu em Iturama; buscas por idoso e 2 crianças continuam
Corpo de homem da família que desapareceu no Rio Grande em Iturama é encontrado
"Ela explicou para nós que uma das crianças estava nas costas do pai e quando começaram a afogar o tio e o avô entraram e o garoto de 12 anos se desesperou e entrou atrás. As mulheres tentaram puxar eles, mas não conseguira e soltaram", relembrou Ana Karla Souza Damaceno.
Buscas começaram no sábado
No domingo, buscas dos bombeiros seguiram pelo 2º dia em Iturama
WA Drones Iturama/Arquivo Pessoal
As buscas pelas 2 crianças de 9 e 12 anos, pelo homem de 33 anos e o idoso de 60 começaram logo após o afogamento da família, no sábado, e se encerraram por volta da 1h, após um trabalho difícil devido à falta de luz e correnteza.
Na manhã de domingo, as equipes voltaram ao rio às 6h. À tarde, por volta das 15h30, o corpo do homem foi encontrado. As vítimas desapareceram perto da Ponte Água Vermelha, entre Iturama e Ouroeste (SP).
Conforme informações apurado pela TV TEM, afiliada da Rede Globo no interior de SP, a criança de 9 anos teria se afogado a cerca de 20 a 30 metros da margem do rio. Nesse ponto há um buraco raso, mas depois existe uma grande profundidade.
O pai da criança teria tentado salvar o menino e o sobrinho que nadavam. Ele pediu ajuda para o sogro e o cunhado, mas ambos afogaram. Dos cinco que estavam na água, apenas o pai do primeiro garoto conseguiu sair.
Bombeiros durante buscas no Rio Grande em Iturama de família
WA Drones Iturama/Arquivo Pessoal
Área de risco
Mariano de Oliveira, sargento do Corpo de Bombeiros de Iturama, explicou que a região do rio onde a família estava oferecia risco.
"Quando o rio baixa muito igual está neste momento, ele cria uma praia aparentemente segura, rasa, mas devido a chegar demais próximo ao leito do rio, ele tem tipo um penhasco ali onde começa o leito do rio", disse.
Apesar do desaparecimento da família ter ocorrido do lado mineiro do Rio Grande, as investigações serão conduzidas pela Polícia Civil de Ouroeste (SP).
"O afogamento, a priori, aconteceu no Estado de Minas Gerais, mas como o corpo foi encontrado do lado de São Paulo nós vamos assumir a investigação", complementou o delegado Thiago de Freitas Silveira Neto.
VÍDEOS: Veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *