Comunidades do sul da Bahia completam uma semana de isolamento pelas inundações

Além do trabalho de recuperação e limpeza, casos de doenças associadas à água contaminada aumentaram. Comunidades do sul da Bahia completam uma semana de isolamento pelas inundações
Comunidades do sul da Bahia completaram uma semana de isolamento pelas inundações. E os casos de doenças associadas à água contaminada aumentaram.
Em Porto Seguro, bombeiros descarregam doações para os povos indígenas. A dificuldade agora é levar os donativos até as aldeias. O acesso é só por estradas de terra e a preocupação aumentou porque voltou a chover.
Ao menos 15 comunidades permanecem isoladas. Mesmo as que conseguiram retomar o acesso, as dificuldades são grandes. Nas ruas, montanhas de lixo e entulho.
Em Itamaraju, técnicos trabalham para consertar a tubulação de água rompida pela queda de uma das pontes. Da beira do rio, ainda cheio, um grupo tirava areia para usar no reparo de casas atingidas pelas fortes chuvas.
Além do trabalho de recuperação e limpeza, outra preocupação é com a saúde das pessoas. Depois da chuva, lama e sujeira, muita gente tem procurado as unidades de saúde. Só no Hospital Regional de Itamaraju, o movimento aumentou 40% em uma semana.
“A maioria dos pacientes que têm nos procurado é das áreas afetadas e, dentre eles, apresentando diarreia, cefaleia, mialgia. E isso tem nos preocupado bastante. Acreditamos que no futuro, duas ou três semanas, que a demanda possa aumentar mais ainda”, conta Robel Souza Reis, coordenador de enfermagem do Hospital de Itamaraju.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.