Cinco mulheres são presas suspeitas de participar de golpe na venda de caminhonetes que causou prejuízo de R$ 300 mil

Cinco mulheres são presas suspeitas de participar de golpe na venda de caminhonetes que causou prejuízo de R$ 300 mil


Grupo clonava anúncios na internet e se passava por parentes dos vendedores e compradores para conseguir enganar os envolvidos. Prisões aconteceram em Cuiabá. Mulheres são presas suspeitas de participar de golpe na venda de caminhonetes
Polícia Civil/Divulgação
Cinco mulheres foram presas pela Polícia Civil suspeitas de participar de golpes na venda de caminhonetes em Goiás. A investigação mostrou que o grupo clonava anúncios na internet e se passava por parentes dos vendedores e compradores para conseguir enganar os envolvidos e ficar com o dinheiro. O prejuízo causado é de mais de R$ 300 mil.
Compartilhe esta notícia no Whatsapp
Compartilhe esta notícia no Telegram
As mulheres foram presas em Cuiabá (MT) entre dos dias 26 de novembro e 3 de dezembro. Os nomes delas não foram divulgados e, com isso, o g1 não conseguiu identificar a defesa delas. Em depoimento, duas confessaram participação nos crimes e as demais ficaram em silêncio.
LEIA TAMBÉM
PIRÂMIDE FINANCEIRA: Homem, namorada e pai são presos suspeitos de dar golpe em 300 pessoas
Preso suspeito de seduzir idosas para aplicar golpe causando mais de R$ 320 mil de prejuízo
Criminosos usam o nome da Prefeitura de Goiânia para aplicar golpes na internet
GOLPE DO PIX: Jovem é preso suspeito causar prejuízo de R$ 60 mil em comércios de Pirenópolis
Foram identificadas vítimas de Goiânia, Rio Verde e Crixás. O delegado Olemar Santiago explicou que criminosos clonavam anúncios da venda de carros na internet e faziam ofertas com valores menores, colocando o telefone de contato dos golpistas.
Quando uma vítima ligava, o golpista dizia ser parente do vendedor e que intermediaria a negociação, pedindo para que não fosse comentado nada sobre o valor que seria pago. Em seguida, telefonavam para o dono do carro dizendo ser parente de um interessado em fazer a compra, agendando uma visita para ver a situação do carro.
“O comprador via pessoalmente o carro, via que estava tudo certo e ligava para o golpista achando que seria um parente do dono. O pagamento do valor era feito e o valor ficava esse grupo”, disse o delegado.
Caminhonete anunciada por golpistas para enganar compradores em Goiás
Polícia Civil/Divulgação
A investigação durou quatro meses. Em um dos casos, a vítima pagou R$ 140 mil em uma caminhonete avaliada em R$ 200 mil.
“As mulheres que foram presas emprestavam as contas para receber o dinheiro do golpe, mas há indícios de que algumas, inclusive, entraram em contato com as vítimas”, completou Santiago.
As cinco mulheres vão responder por estelionato mediante fraude eletrônica e por associação criminosa. A polícia vai continuar investigando para tentar identificar e prender mais pessoas suspeitas de participarem do golpe.
Veja outras notícias da região no g1 Goiás.
VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.