Briga em bar no DF termina com troca de tiros e mulher baleada

Briga em bar no DF termina com troca de tiros e mulher baleada


Vítima, de 35 anos, foi atingida na nádega e levada ao hospital. Caso ocorreu no Texxas, no Núcleo Bandeirante; suspeitos não foram identificados. Polícia faz perícia em bar onde ocorreu troca de tiros, no DF
TV Globo/Reprodução
Uma briga em um bar do Núcleo Bandeirante, no Distrito Federal, teve troca de tiros e terminou com uma mulher baleada, na madrugada desta segunda-feira (6). De acordo com a Polícia Militar, foram pelo menos 10 disparos no Texxas Bar.
Ainda segundo os militares, dois homens discutiram dentro do estabelecimento. Em seguida, um deles foi embora, mas voltou com uma arma de fogo.
Do lado de fora, o suspeito começou a atirar em direção ao bar. Um cliente que estava dentro do estabelecimento revidou os disparos e um dos tiros atingiu a nádega de uma mulher. A vítima, segundo o Corpo de Bombeiros, tem 35 anos e foi levada ao Hospital de Base "consciente, orientada e estável".
LEIA TAMBÉM:
CRIME: briga generalizada em bar de Brasília termina com um preso por tentativa de homicídio
VÍDEO: suspeito esfaqueia homem por dívida de sinuca, em bar na Asa Norte
À TV Globo, o gerente do Texxas Bar disse que já houve brigas no estabelecimento, mas nunca uma troca de tiros. Ele afirmou ainda que o episódio "pegou todo mundo de surpresa".
Marca de tiros no Texxas Bar, no DF
TV Globo/Reprodução
Após o episódio, os suspeitos fugiram e, não haviam sido identificados até a última atualização desta reportagem.
O caso foi registrado na 11ª Delegacia de Polícia, no Núcleo Bandeirante, e é investigado como tentativa de homicídio.
Confusão
Entre a noite deste domingo (6) e a madrugada desta segunda-feira, ocorria um evento sertanejo no Texxas Bar, que também funciona como uma casa de shows. O estabelecimento, segundo testemunhas, estava cheio de clientes.
Policiais civis fazem perícia em bar do DF onde houve troca de tiros
TV Globo/Reprodução
O motorista de transporte por aplicativo Tarlisson de Souza conta que passava pelo local no momento do crime. Ele disse que estacionou o veículo para buscar um passageiro quando escutou os disparos.
"Estava do lado de fora do carro, procurando o passageiro. Escutei os tiros e me escondi atrás de um carro", contou.
De acordo com a testemunha, o local estava "muito cheio" e vários clientes correram quando os disparos começaram. "Foi um susto", afirmou Tarlisson.
Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.