Bandidos invadem estação, roubam equipamentos e deixam 35 mil pessoas sem água em Tamandaré


Segundo Compesa, crime ocorreu na noite de terça (28), em estação de tratamento responsável pelo abastecimento na cidade, no Litoral Sul. Não há previsão de retomada dos serviços. Sistema de abastecimento de água foi danificado em ação criminosa em estação da Compesa, na Zona da Mata Sul
Compesa/Divulgação
Trinta e cinco mil pessoas, entre moradores e turistas que passam o fim de ano em Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco, estão sem água nas torneiras. Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o serviço foi suspenso por causa de uma ação de bandidos que invadiram uma estação de tratamento, renderam funcionários e roubaram equipamentos.
Por meio de nota divulgada nesta quarta (29), a Compesa informou que o crime ocorreu na noite de terça (28), na Estação de Tratamento de Água (ETA) Amaraji, em Rio Formoso, na Zona da Mata Sul do estado.
Essa unidade é a responsável pelo abastecimento da cidade prejudicada. A prefeitura de Tamandaré confirmou a falta de água e moradores se queixaram, pelas redes sociais, do problema em algumas áreas.
"A prefeitura de Tamandaré confirma o fato e informa que já fez esforços com a Compesa para o rápido restabelecimento do fornecimento de água no município", informou o comunicado divulgado pela administração municipal.
Na nota, a Compesa disse, ainda, que os cinco homens levaram cabos elétricos e outros componentes que impossibilitaram o funcionamento do sistema.
Equipamentos foram danificados em ação criminosa em estação de tratamento de água da Compesa
Compesa/Divulgação
Técnicos deram início a um levantamento de danos e prejuízos. Por isso, segundo a companhia, ainda não é possível fazer uma previsão sobre a retomada dos serviços de abastecimento na cidade.
Por meio da assessoria de comunicação, a Compesa informou que registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, “para que o fato seja apurado e, os envolvidos, identificados e punidos”.
“A Compesa está empenhada adotando todas as providências com a máxima agilidade, possibilitando assim, a retomada do fornecimento de água de Tamandaré o mais breve possível”, disse o comunicado da empresa.
O g1 entrou em contato com as polícias Militar e Civil para saber se foi registrada uma queixa do roubo de equipamentos.
A PM disse que não foi acionada e a Polícia Civil não tinha respondido até a atualização desta reportagem.
Veja vídeos de Pernambuco mais assistidos em sete dias

Use ← →para continuar navegando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.