Assalto a carro-forte que deixou feridos no Shopping Tacaruna foi planejado por dois presidiários, diz polícia

Assalto a carro-forte que deixou feridos no Shopping Tacaruna foi planejado por dois presidiários, diz polícia


Nesta quarta (29), Polícia Civil apresentou detalhes da Operação Tacaruna, que cumpriu oito dos nove mandados de prisão expedidos pela Justiça e apreendeu armas, munições e carros. Polícia conclui investigação sobre assalto no Shopping Tacaruna
O assalto ao carro-forte que deixou dois feridos no Shopping Tacaruna, em Santo Amaro, na área central do Recife, em agosto, foi idealizado por dois presidiários. O líder da quadrilha era foragido do sistema penitenciário.Todos eles foram alvo de uma ação policial que cumpriu mandados de prisão temporária e apreendeu seis armas, três carros e centenas de munições (veja vídeo acima).
A Operação Tacaruna ocorreu na terça-feira (28), no Grande Recife. Nove mandados foram expedidos pela Justiça e oito acabaram sendo cumpridos.
Houve troca de tiros entre criminosos e vigilantes e um homem foi ferido na perna
Reprodução/WhatsApp
Segundo a polícia, na terça, três pessoas foram presas no Grande Recife .Outros três envolvidos no assalto tinham sido detidos ao longo da investigação e dois já faziam parte do sistema penitenciário antes do crime. Uma pessoa está foragida.
O crime ocorreu em 27 de agosto. Os bandidos trocaram tiros seguranças da empresa de transporte de valores. Um vigilante e um cliente foram baleados. Tudo foi registrado por câmera de segurança (veja vídeo abaixo).
Vídeo mostra criminoso entrar em livraria atrás de vigilante para pegar malote
Nesta quarta (29), os responsáveis pelas investigações apresentaram os detalhes da Operação Tacaruna, durante entrevista coletiva concedida na capital pernambucana.
Durante a entrevista coletiva, o delegado Paulo Berenguer, do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), afirmou que os autores intelectuais estavam detidos nos presídios de Igarassu, no Grande Recife, e de Itaquitinga, na Zona da Mata Norte.
Ainda segundo o policial, outros sete homens participaram efetivamente do crime. “Quatro deles entraram no shopping para realizar o assalto e os outros três ficaram aguardando do lado externo para auxiliar na fuga dirigindo os veículos que foram utilizados neste apoio”, afirmou Berenguer.
O delegado Paulo Berenguer afirmou que cinco integrantes da quadrilha foram identificados por meio de material genético coletado por peritos. “Isso foi confirmado pela investigação tradicional”, disse o policial. O outro foi identificado pela perícia realizada nos veículos.
“Todos tinham passagem pela polícia por roubos a lotéricas e a carros-fortes. São realmente indivíduos componentes de uma associação criminosa bastante perigosa e atuante no Nordeste”, acrescentou.
O delegado ressaltou que o líder do grupo já tinha sido preso pela Delegacia de Roubos e Furtos e estava foragido da Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá, no Grande Recife. “Nós conseguimos ver nos vídeos cedidos pela segurança do shopping", disse.
Os homens envolvidos foram indiciados por vários crimes, como tentativa de latrocínio, associação criminosa armada e porte ilegal de armas e munições. Somadas, as penas podem chegar a 54 anos de prisão.
Detalhes
Na coletiva, a polícia detalhou como foi a ação no shopping. Segundo as investigações, o grupo criminoso “fortemente armado” realizou o roubo ao carro-forte que abastecia uma lotérica, por volta das 17h40 do dia 27 de agosto.
Ainda de acordo com a polícia, uma equipe de vigilantes de uma empresa de transporte de valores estava realizando a coleta de dinheiro na Casa Lotérica Tacaruna.
Os vigilantes que voltavam para o carro-forte, já com o malote de dinheiro recolhido na lotérica, foram surpreendidos, ainda dentro do shopping, por suspeitos que anunciaram o assalto.
Os suspeitos conseguiram roubar o malote do dinheiro e duas armas de fogo, pistolas calibre ponto 380, que estavam em posse dos vigilantes.
As investigações começaram logo depois do crime. No dia 2 de setembro, um homem foi preso por porte ilegal de arma e confessou ter participado do assalto no shopping.
A polícia encontrou também um carro, um Prisma que tinha placa da Paraíba, com provas de que tinha sido usado no assalto.
Polícia prende mais mais três suspeitos de assalto a um carro-forte no Tacaruna
No dia 16 de setembro, em João Pessoa (PB), policiais pernambucanos identificaram o motorista desse veículo como um dos envolvidos no crime. Segundo a corporação, ele confessou ter envolvimento na ação.
Com o rapaz, havia uma arma de fogo, 11 munições, uma quantia em dinheiro e camisa de cor vermelha utilizada por ele no dia no crime.
Em 17 de setembro, outro homem foi localizado tentando vender um carro, em Santo Amaro, no Recife. A polícia disse que esse homem também confessou ter envolvimento no roubo (veja vídeo acima).
Veja vídeos de PE mais assistidos em sete dias

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.