Alunos de escola estadual de Leme criam game para identificação de relacionamento abusivo

Alunos de escola estadual de Leme criam game para identificação de relacionamento abusivo


Jogo foi transformado em aplicativo que está disponível para iOS e Android. Alunos de Leme criam jogo para alertar o que é um relacionamento abusivo
Alunos do ensino médio uma escola estadual de Leme (SP) criaram um game para ajudar a comunidade jovem a identificar se um relacionamento é abusivo.
O projeto 'Cartas da conscientização: reconhecendo relacionamentos abusivos', foi desenvolvido na E.E. Professora Maria Joaquina de Arruda, em formato de jogo de cartas.
Cada uma delas traz uma frase que pode ser uma fala cotidiana de um relacionamento ou caracteriza um comportamento abusivo e cabe ao jogador identificar a qual categoria a carta pertence.
VEJA MAIS NOTÍCIAS DE LEME
Neste ano, o jogo ganhou uma versão digital para tornar mais fácil o acesso e tornar a linguagem ainda mais próxima dos jovens e foi transformado em aplicativo, que ganhou o nome de “Será que é amor?” e está disponível nas versões iOS e Android.
Aplicativo "Será que é amor?" ajuda a identificar relacionamentos abusivos
Reprodução
As cartas foram idealizadas pelos alunos Alan Wellington Rodrigues e Aralys Gallo Ferreira da Silva, e transformadas em APP pelas alunas Beatriz Di Pietro Hildebrand, Kathleen Maressa Araújo Domingos e Keyth Oliveira sob orientação dos professores Renata Galvani Braga e Aber Hilton Vizoto Galhardo.
“Relacionamento abusivo é quando uma pessoa exerce poder em cima de outro. A gente conseguiu identificar isso nos relacionamentos jovens e até mesmo adultos, mas a gente queria focar nessa faixa etária, que é a nossa idade para começar essa conscientização desde jovens para futuramente isso não acontecer e a gente ter relacionamentos mais saudáveis”, afirma a estudante Aralys.
As cartas ganharam primeiro lugar na categoria ciências sociais aplicadas, na Mostra de Ciências e Tecnologia do Instituto da 3M, e este ano, o APP ganhou segundo lugar na mesma categoria.
Discussão atual
Estudantes da E.E. Professora Maria Joaquina de Arruda criaram um game que ajuda a identificar relacionamentos abusivos
Ely Venâncio/ EPTV
A ideia do jogo surgiu durante as discussões da disciplina “amor x violência”, em uma das aulas eletivas da escola, que funciona em período integral, e trouxe para o universo dos jovens estudantes uma realidade muito presente no cotidiano do país.
Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam que uma em cada quatro mulheres acima de 16 anos afirma ter sofrido algum tipo de violência no Brasil, durante a pandemia de Covid-19. Somente em abril de 2020, o número de denúncias de violência pelo número 180 aumentou cerca de 40% em relação ao mesmo mês de 2019.
“A importância é desmistificar e trazer a informação e conscientização para as pessoas para que elas possam reconhecer os relacionamentos abusivos e possam sair deles o o quanto antes para que a situação não se agrave e termine em um feminicídio”, afirmou Keyth, uma das alunas envolvidas no projeto.
Tanto na versão física quanto na digital, o jogo termina divulgando o Disque Denúncia 180.
Frases
APP criado por estudantes de Leme ajudam a identificar relacionamento abusivo
Ely Venâncio / EPTV
A estudante Beatriz conta que foram feitas muitas pesquisas e conversas com adolescentes para escolher o material que seria utilizado.
"Percebemos as sutilezas de um relacionamento abusivo que costuma começar com pequenas privações e que muitas vezes são romantizadas, como se fossem uma preocupação do parceiro", disse.
Por isso, o game tem a preocupação de mostrar as armadilhas do abusador, como por exemplo, a frase "Comunicação é todo em um relacionamento, então, preciso te falar que não me sinto confortável saindo com você usando essa saia curta."
“O abusador tem aquela sutileza e depois ele fala: eu não quero brigar com ninguém por causa da sua saia curta, então, ele quer controlar ela de uma forma romantizada”, explica Alan.
Segundo kathleen, essas frases estão no cotidiano dos jovens. “Muitas falas que estão nas cartas do jogo são falas de colegas nossas ou de nossas próprias experiências", afirma.
Alunos de Leme criaram jogo de cartas que ajudam a identificar relacionamento abusivo
Ely Venâncio/EPTV
Veja algumas das frases:
Você passou no vestibular e vai mudar de cidade? Acho que você está sendo egoísta, e nós dois, você não vai pensar em nós dois?
Mulher não tem amigos.
Esse batom vermelho é coisa de vagabunda.
Amor, você não precisa de faculdade, não precisa nem trabalha! Deixa comigo… Vou sustentar nossa casa.
Em um relacionamento saudável não deve haver segredos, por isso passar as senhas é uma prova de fidelidade.
Não vivo sem você. Se você me deixar, minha vida não tem mais sentido.
Quem vai te querer assim? Só eu mesmo.
Sou seu namorado. Não posso tocar em você quando eu quiser?
Você é quem sempre começa a briga, não confia em mim?
Por que essa maquiagem? Quer chamar a atenção de quem?
VÍDEOS: Reveja as reportagens dos telejornais da EPTV
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.