Aliados apontam erros de Bolsonaro neste fim de ano que pesam contra a reeleição

Aliados do presidente Jair Bolsonaro apontam erros que estão sendo cometidos por ele neste fim de ano e que podem pesar contra sua reeleição: a insistência em se opor à vacinação, agora de crianças, e a decisão de ir para Santa Catarina para o recesso de fim de ano em vez de viajar de novo para Bahia em solidariedade aos atingidos pelas enchentes.
Segundo um aliado de Bolsonaro ouvido pelo blog, “até parece que o presidente quer ser derrotado na eleição do ano que vem, diante dos seguidos erros e insistência neles nos últimos dias”.
Esse interlocutor diz que não adianta sugerir ao presidente uma mudança de postura no temas que têm o aval de seus apoiadores de primeira hora porque ele simplesmente não ouve.
Bolsonaro chega a São Francisco do Sul para passar o réveillon
No caso das enchentes na Bahia, aliados de Bolsonaro lembram que ele já enfrenta uma forte resistência no Nordeste e que a sua decisão de não ir à região acaba contribuindo para aumentar essas insatisfação dos nordestinos com seu governo. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem forte apoio no Nordeste, onde a oposição governa importantes estados.
Bolsonaro chegou a ser aconselhado a voltar à Bahia. Eles sobrevoou cidades atingidas pelas enchentes no dia 12 de dezembro, só que a situação se agravou desde então.
Para compensar, o presidente determinou que seus ministros estivessem nesta semana no sul do estado. Nesta terça-feira (28), três ministros vão sobrevoar as cidades atingidas e depois anunciar medidas do governo federal: João Roma (Cidadania), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Marcelo Queiroga (Saúde).

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *