Alerta de chuvas sobe para nível laranja em todo Tocantins; cheia em rios deixou famílias desalojadas


São previstos até 100 milímetros de chuva por dia e ventos intensos a partir dos 60 km/h. Em Paranã, pelo menos dez comunidades rurais ficaram ilhadas após aterro de ponte ser levado pela água. Famílias sendo retiradas de áreas alagadas na zona rural de Paranã
Divulgação
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) elevou para laranja o nível de alerta de tempestades para todo o Tocantins, a partir desta terça-feira (28). Até o início da amanhã a maior parte do estado estava com o aviso amarelo. As chuvas registradas nos últimos dias têm provocado alagamentos e deixado famílias ilhadas ou desabrigadas em todas as regiões do estado.
O alerta laranja é o segundo mais grave na escala utilizada pelo instituto, ficando atrás apenas da cor vermelha. Neste caso são previstos até 100 milímetros de chuva por dia e ventos intensos a partir dos 60 km/h. Há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.
LEIA TAMBÉM
Governo determina medidas emergenciais para atender cidades atingidas por cheia de rios
Até o início da manhã o último balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil era de que 78 famílias foram impactadas ou desalojadas em todo estado. Em Miracema, no centro do estado, 10 famílias precisaram deixar suas casas na região da barra da Providência.
Família deixando casa em Paranã
Defesa Civil/Paranã
Em Paranã, na região sul, a cheia no rio Urubu carregou parte do aterro de uma ponte e abriu uma cratera no local. Em outro trecho o aterro da ponte que leva à região do Prata cedeu e interrompeu a passagem para dez comunidade da zona rural.
A Prefeitura de Paranã e a Defesa Civil Municipal pediram aos moradores que evitem tentar passar pelo local em razão do risco de acidentes. Durante a manhã famílias foram retiradas em pequenas embarcações.
Em Tocantínia, na região central do estado, indígenas da etnia Xerente precisaram deixar a aldeia Varjão devido à enchente.
Alerta de chuvas para o Tocantins
Reprodução/Inmet
Situação das barragens
A Defesa Civil Estadual informou que acompanha com atenção o volume das chuvas desde a região sul até a o extremo norte do estado. Equipes de bombeiros militares foram enviadas para todas as partes afetadas e se observa que a vazão na Usina Hidrelétrica de São Salvador já está normal. O mesmo começou a acontecer na Usina Hidrelétrica de Peixe.
Segundo a Defesa Civil, a tendência de baixa no volume ocorre também na Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães, em Lajeado, na região central do estado.
Devido ao aumento do nível das águas nas regiões sul e central do Tocantins tem se observado também eu a Usina de Estreito, no Bico do Papagaio, teve elevação do volume, chegando a Tocantinópolis, Itaguatins, Maurilândia, São Miguel, entre outros municípios.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Use ← →para continuar navegando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.