Alagoas registra dois casos de violência contra a mulher na noite desta segunda-feira

Alagoas registra dois casos de violência contra a mulher na noite desta segunda-feira


Em um dos casos a vítima se defendeu aplicando uma facada no agressor, que foi preso pela Polícia. Casos foram registrados na Central de Flagrantes de Maceió
Douglas França/TV Gazeta
Duas mulheres foram agredidas por homens com quem tiveram relacionamento na noite desta segunda-feira (27), em Alagoas. Um dos casos registrado pela Polícia aconteceu no bairro do Jacintinho, em Maceió. O outro foi registrado na cidade de Pilar, na região metropolitana da Capital. Os agressores foram presos.
No primeiro caso, a Polícia Militar foi acionada e ao chegar ao local do crime, encontrou a mulher com marcas de agressão em um dos braços. O agressor ainda estava no local. Ele estava ferido após ter sido atingido por uma facada, dada pela vítima.
O agressor foi preso e levado para a Central de Flagrantes onde foi autuado pelo crime de lesão corporal e conforme prevê a Lei Maria da Penha.
Já no caso registrado em Pilar, a vítima chamou a polícia, mas o agressor reagiu a prisão e precisou ser contido pelos militares, que o algemaram. O homem, de 21 anos, era o ex-companheiro da vítima. Ele foi levado para a Central de Flagrantes, em Maceió, onde foi autuado conforme o artigo 129 do Código de Processo Penal.
Como Denunciar
Para denunciar casos de violência contra a mulher basta ligar de forma anônima pelo Disque 180, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, pelo Disque-Denúncia 100 ou ligando para o 190 da Polícia Militar.
A denúncia também pode ser feita na sede administrativa da Patrulha Maria da Penha, localizada dentro da Central da Mulher e dos Direitos Humanos, no bairro da Jatiúca, (transversal à Rua Dr. Antônio Gomes de Barros – antiga Av. Amélia Rosa). O contato pode ser realizado pelo WhatsApp da Patrulha, para tirar dúvidas, através do número (82) 98733-9112.
Confira os vídeos mais recentes do g1 AL
Confira mais notícias da região em g1 AL

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *