Advogado apresenta novo pedido de impeachment contra Mauro Carlesse na Assembleia Legislativa

Advogado apresenta novo pedido de impeachment contra Mauro Carlesse na Assembleia Legislativa


Outros dois pedidos estão sendo analisados pela procuradoria-geral da casa e devem ter os pareceres divulgados nos próximos dias. Assembleia Legislativa do Tocantins
Rogério Tortola/AL-TO
Um terceiro pedido de impeachment contra o governador Mauro Carlesse (PSL) foi protocolado na Assembleia Legislativa do Tocantins. O documento foi entregue por um advogado na sexta-feira (3) e encaminhado para a presidência da casa nesta segunda-feira (6). Outros dois pedidos estão na AL aguardando parecer da procuradoria-geral da AL.
Os pedidos que já estão sendo analisados se baseiam em suspeitas reveladas pelas duas operações da Polícia Federal deflagradas no dia 20 de outubro que levaram ao afastamento do governador.
O que se sabe sobre o afastamento de Mauro Carlesse
Esta nova solicitação foi apresentada pelo advogado Evandro de Araújo de Melo Júnior. Em conversa com o g1, ele afirmou que se sentiu incomodado com a situação do estado e resolveu levar um pedido a AL para abranger pontos que não estavam sendo elencados nos outros pedidos.
"Por ser advogado e ter lido os outros pedidos resolvi fazer um apanhado geral de tudo que estava acontecendo e foi disponibilizado de informações no inquérito policial, propondo essa representação por crime de responsabilidade", disse.
O novo pedido tem 54 páginas e lista diversos indícios de crimes de responsabilidade que vêm sendo investigados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), como o pagamento de propinas no PlanSaúde, uso da máquina pública em benefício próprio e interferência em investigações policiais.
Pareceres adiados
Outros dois pedidos de impeachment estão tramitando na Assembleia Legislativa do Tocantins. O primeiro foi protocolado no começo de novembro pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe), Cleiton Pinheiro. O segundo foi apresentado pelo deputado Júnior Géo (Pros).
A entrega dos pareceres estava prevista para a semana passada. Na quarta-feira (1º) o presidente havia informado que não havia um prazo para a conclusão, mas tinha pedido agilidade ao procurador para que o documento fosse apresentado até o fim do dia.
Na quinta-feira (2), o deputado afirmou que a previsão passou a ser para esta terça-feira (7). A Assembleia Legislativa não informou o motivo do adiamento.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Use ← →para continuar navegando

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.