Academia publica vídeo com ‘blackface’; ação racista é alvo de críticas na internet

Academia publica vídeo com ‘blackface’; ação racista é alvo de críticas na internet


Após repercussão negativa, academia excluiu o vídeo e, em nota, disse não ter tido o intuito de usar 'a imagem de maneira racista e tampouco pejorativa.' 'Blackface' é uma prática racista em que pessoas brancas pintam-se de negras para imitá-las de forma caricata, o que reforça características físicas, com o intuito de fazer piadas. Academia publica vídeo com 'blackface' e é criticada na internet
Uma academia em Boa Vista publicou nas redes sociais um vídeo com conteúdo racista sobre o corpo das pessoas durante a musculação e foi alvo de críticas na internet. O vídeo, com dois homens usou a prática conhecida como "blackface" gerou repercussão negativa nessa segunda-feira (21). (Assista acima)
O que é 'blackface' e por que é considerado tão ofensivo?
Nas imagens, que duram apenas 10 segundos, um homem branco com a pele pintada de preto aparece em frente ao espelho acompanhado da frase "Quando é seu primeiro dia na academia e já quer ficar monstrão".
Em seguida, ele "limpa" o espelho e um outro homem mais forte e negro aparece no lugar dele. Na sequência, o homem negro limpa novamente o espelho e o homem pintado reaparece com a frase "aí você cai na real kkkk".
Academia disse que propaganda não se assemelha ao blackface
Reprodução/Instagram/Academiaamericarr
Em nota enviada ao g1, a Academia América, responsável pelo conteúdo, lamentou o ocorrido, disse que não teve a intenção de usar a imagem de "maneira racista e tampouco pejorativa" e ainda disse não ter sido racista mesmo usando a "blackface" no vídeo.
"A Academia América, vem por meio desta esclarecer que a propaganda veiculada em nada se assemelha a “black face” (prática teatral utilizada por atores que se coloriam com carvão de cortiça para representar personagens afro-americanos de forma exagerada). Em momento algum tivemos o intuito e, utilizamos a imagem de maneira racista e tampouco pejorativa. Lamentamos que a nossa conduta tenha sido interpretada desta forma e lamentamos o ocorrido", disse.
O vídeo foi publicado pela manhã, mas, à tarde foi excluído da conta da academia no Instagram. No entanto, antes da exclusão um internauta salvou e repostou o vídeo no Twitter. Nesta rede social, a publicação já acumula mais de 6 mil visualizações, além centenas de comentários e republicações.
Vídeo em em que academia academia é acusada de 'blackface' recebe críticas nas redes sociais
Reprodução/Twitter
"Os cara meteram um blackface ao vivo mano [sic]", escreveu a pessoa do perfil. Outro internauta afirmou que "felizmente não frequenta mais [o local]" e uma outra disse que não estava "nenhum um pouco surpresa".
"Por um momento eu tive a sensação de estar presa em 1830", comentou outra pessoa. "Nossa mt nojento e isso ainda passou por várias pessoas antes… O nível que é [sic]", avaliou outro.
A "blackface" é uma prática racista, por meio da qual pessoas brancas pintam-se de negras para imitá-las de forma caricata, o que reforça características físicas, com o intuito de fazer piadas.
Segundo pesquisadores, essa pintura remete ao costume de pintar atores brancos de preto, no século 19, já que os negros não podiam atuar no teatro e no cinema.
Em entrevista anterior ao g1, a advogada Jéssica Silva, especialista em Direito Penal, explica que o "blackface" está listado na legislação federal (Lei nº 7.716) entre as práticas de racismo, descrita como "praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional".
"Blackface é uma atitude extremamente racista, preconceituosa e humilhante."
Ainda de acordo com a especialista, a prática pode ser enquadrada como injúria racial, prevista no Código Penal, com pena de um a três anos de reclusão e multa.
Vídeo foi postado nas redes sociais da academia
Reprodução/Instagram
Leia outras notícias do estado no g1 Roraima.

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *